Decerto, o rastreamento de mercadorias é fundamental para a indústria. Além disso, é muito útil para pessoas comuns. Ademais, isso mostra, exatamente, onde o produto está e garante uma segurança extra à sua entrega.

Mas como você deve saber, o planejamento, na área de logística, não é pequeno. Isso pois esse setor é o que garantirá a satisfação dos seus clientes, se for bem sucedido em suas decisões.

E é aí que entra o rastreamento. O seu uso correto se mostra decisivo nesses casos. E isso não é de hoje.

Já faz algum tempo que a tecnologia está presente no campo da logística. Tempo o suficiente para se tornar indispensável.

Assim como o rastreamento é indispensável para o sucesso de uma empresa como um todo. Para saber mais sobre sua importância e como ele pode te beneficiar, continue com a gente. E tenha uma ótima leitura.

Do que se trata o rastreamento de produtos?

A princípio, todo o conceito de rastreamento se baseia na rastreabilidade de uma mercadoria. E ela é a capacidade de saber onde um produto se encontra na cadeia produtiva ou logística. Uma informação vital no controle de qualidade.

Dessa maneira, quando se faz o rastreio de um produto, aparecem todas as informações. Como a sua origem, localização atual e destino.

Para fazer esse levantamento, uma das técnicas mais usadas é a identificação por radiofrequência. Mais conhecida por sua sigla em inglês RFID.

Ela é propagada através de ondas eletromagnéticas. Dispensando outros meios mais custosos, como frequências mais altas, por exemplo.

Existem, também, outras maneiras de se fazer isso. Como o satélite e o M2M/GSM, por exemplo.

Esse primeiro método se utiliza de fotografias (com o uso de vários espectros) para localizar a mercadoria. No segundo, o rastreio é feito utilizando-se antenas de telefone.

Certamente, essas técnicas possuem seus pontos fortes e fracos, variando, especialmente, quanto ao escopo de rastreamento e à latência da informação.

Assim, a eficácia do processo via depender do sue objetivo com o rastreamento da mercadoria. No entanto, quanto mais eficaz é o seu processo, mais satisfeito seu cliente ficará. E a fidelização será mais simples.

Qual é a importância do código de rastreamento?

Esse código, por padrão, é composto de 13 dígitos. E permite o rastreamento por diversos sistemas. Como o dos Correios, por exemplo. Além, é claro do sistema próprio da transportadora.

Esse código foi enviado por e-mail, por quem contratou o serviço da transportadora. E, na maior parte das vezes, compartilhado com o consumidor final, quando possível.

Como acontece o acompanhamento até o endereço final?

Algumas horas depois do contato do cliente com a loja, os dados do produto já constam no site dos Correios. A primeira informação presente é a postagem em uma unidade da empresa.

Outras informações podem constar. Essas atualizações, geralmente, ocorrem quando as viagens são interestaduais e as mercadorias passam por postos de checagem ou outras paradas intermediárias.

Existem, de maneira geral, três status para o cliente. Esses são: Saiu para entrega, Entrega e Destinatário ausente. No entanto, existem outros em casos mais específicos.

Quando você contrata os serviços de uma empresa de transporte, ela, geralmente, usa o seu CPF para fazer o rastreamento de produtos no site dela. Dessa forma, você não precisa se lembrar de um novo número, para consultar a localização do seu produto.

Se uma empresa deseja realizar esse tipo de transporte (seja por transportadora ou frota própria), pode integrar um sistema de rastreio aos processos. Esse pode funcionar tanto para lojas virtuais quanto físicas.

O mais importante é que esse sistema é que ele dê fácil acesso às informações que o cliente quer. E que ele seja o mais completo possível, sem prejudicar o entendimento dos dados.

O uso do código de barras

Ele também é usado como código de rastreamento de produtos. Isso pois é um número único. Outra vantagem é uma maior integração entre o estoque e o transporte.

Existem diversos modelos de códigos de barras. Os principais são o EAN-13, com 13 dígitos, e o ITF-14, que usa-se nas embalagens para entrega.

Quais são as principais vantagens no rastreamento de mercadorias?

Você já viu como funciona o rastreio de produtos. E, também, quais são as ferramentas utilizadas para isso.

Agora, mostraremos as principais vantagens em contratar o serviço. E como ele pode beneficiar você e sua marca.

Maior agilidade

Essa agilidade está relacionada com as rotas escolhidas para as entregas. E também com os modais envolvidos.

O rastreamento faz com que o contratante tenha dados completos sobre o local do produto. Tendo assim, o estimativa realista da data e hora do recebimento.

Uma das informações que podem ser oferecidas é a quantidade de paradas, ao longo do caminho. E, também, temos o novo prazo de entrega, em caso de atraso.

Roteiros otimizados

Esse é outro recurso do rastreamento de cargas. Assim a empresa faz todo o planejamento, para determinar o melhor caminho até você. Ou ao seu cliente.

Isso considera diversos fatores. Como a qualidade das pistas, a presença de pedágios, a distância e a presença de obras.

Equacionando todos esses fatores, é apresentado o melhor caminho. Mesmo que ele pareça mais longo.

É importante dizer que cada trecho do caminho apresenta o que chamamos de custo. Ele deve considerar todos esses (e outros) fatores. Assim, o melhor caminho é o que tiver o menor custo, resultante da soma dos trechos.

No entanto, na vida real, esse cálculo é impossível de ser feito com precisão de 100%. Todavia, é possível assegurar uma precisão bastante próxima disso.

Controle maior da entrega

Muita coisa pode acontecer durante a entrega. Assim, o rastreio permite que você acompanhe as informações em tempo real. Detectando, assim, acidentes, congestionamentos e, até, extravios.

Em um eventual sinistro, é possível tomar medidas imediatas. Para diminuir os prejuízos. E o novo prazo de entrega.

Prevenção de erros

Inegavelmente, a logística deve ter a maior eficiência possível. Podendo ser a diferença entre fechar ou não um negócio.

Para evitar problemas, o rastreamento permite uma gerência de maneira proativa. Para que você identifique possíveis problemas em sua fonte.

Segurança

Tanto da mercadoria quanto do condutor. Isso, especialmente, em situações de roubo de carga. Que podem resultar em prejuízos bilionários para a indústria.

Esses podem ser reduzidos sabendo, exatamente, onde a carga está. Assim, a qualquer mudança inesperada de carga, é possível emitir um alerta e diminuir os riscos a todos os envolvidos.

Diferencial na competição

Mesmo com esse serviço já popularizado, adotá-lo já reflete em diversos diferenciais competitivos. Dependendo da tecnologia usada.

Assim, é importante procurar pelas soluções mais adequadas para você. E escolher empresas que ofereçam uma maior gama de opções. Dessa maneira, é mais fácil encontrar a que se encaixa em suas necessidades.

Rastreamento

Quanta tecnologia está envolvida no processo de rastreamento?

Existe, de fato, muita tecnologia envolvida no processo de rastreamento de carga. Esses estão em cada uma das mercadorias. Mas, principalmente, nos veículos utilizados para o transporte.

Começando pelos veículos usados no transporte, eles são equipados com rastreadores. Esses permitem que você faça o acompanhamento da carga por toda a rota de entrega.

O rastreio é feito através do GPS, na maior parte das vezes. Esse rastreamento se dá por diversos satélites espalhados por sobre o continente americano.

Antes de mais nada, um adendo aqui é que o nome GPS é usado, apenas, para o sistema de posicionamento nas Américas. Na Europa usa-se o Galileo; na China, o Compass ou BeiDou; e na Rússia, o GLONASS. No entanto, de forma franca, o termo GPS é usado em todos os casos.

Por fim, por meio do rastreador, essas informações são transmitidas à central de atendimento da empresa. Para isso, podem ser usados os protocolos GSM e GSPR. Isso permite a transmissão das informações, em tempo real, aos clientes.

O uso do RFD

Também se usa ela junto ao GPS, para o rastreamento de produtos. Ela permite que você identifique a exata localização dos produtos. Mesmo em lugares fechados ou cobertos. E não depende de satélites.

A tecnologia é bastante resistente à interferências. Mesmo aquelas propositais. E sua precisão excede os 80%

Além disso, assim como ela dispensa satélites, ela dispensa fios. A transmissão se dá por meio das tags, etiquetas de RFID colocadas nos produtos, suas embalagens e nos próprios veículos.

Essas etiquetas se utizam junto aos códigos de barras. Ou, então, em lugar deles.

Decerto, essas tecnologias permitem que você tenha informações, 24 horas ao dia, sobre o veículo e sobre sua carga. Ademais, essas são transmitidas através da internet, depois de passarem pela central de atendimento.

Como você viu, ao longo do artigo, as vantagens que o rastreamento de veículos (e de cargas) lhe entrega, pois são inúmeras. Tanto para a indústria, passando pela transportadora, chegando ao consumidor final.

No entanto, para viabilizar isso, é necessário o emprego de muita tecnologia. Pois sem ela, não é possível que os melhores resultados sejam entregues. Nenhuma das partes envolvidas.

Por isso, você deve procurar uma empresa especializada nesse tipo de transporte, com rastreamento. Dessa maneira, poderá, além de saber onde a sua carga está, ter maior segurança no processo como um todo.